As couves são plantas incríveis!!

Originarias da Europa, pertencem a uma das famílias botânicas mais consumidas no mundo, as Brassicaceaes.

Dentre as plantas desta família, encontram-se a couve, couve-flor, brócolis, mostarda, rúcula, repolho, couve chinesa (ou acelga), agrião, rabanete, nabo e rabanete.

Extremamente nutritivas e saborosas, as couves são plantas abundantes, pois produzem muitas folhas, e de vida longa consideradas bianuais e até mesmo perenes pois podem viver mais do que 2 anos, como a da foto abaixo, que está indo para o seu terceiro ano de vida.

Couve vovó

Há cultivares de couves de diversas formas e cores: crespas, lisas, largas, estreitas, verde-escuras, verde-claras, esbranquiçadas, roxas.

Fonte: Hortiescolha

 

Diferença Tonalidade

Couves manteiga clara e escura.

Couve roxa crespa

Couve roxa crespa. Fonte: www.flickr.com/photos/flamingparrot/8969983768/

Couve Crespa

Couve Crespa. Fonte: blogdabiologaplantevida.blogspot.com.br/

Couve Serrilhada.

Couve Serrilhada. Fonte: http://dreamgarden3.blogspot.com.br/

Couve Variegata.

Couve Variegata. Fonte: blogdabiologaplantevida.blogspot.com.br/

 

Formas de Consumo e Propriedades Nutricionais

As folhas da couve podem ser consumidas em sucos verdes, cozidas, refogadas e até mesmo cruas, em saladas – principalemente as folhas mais jovens.

Das alternativas citadas, o consumo da couve no suco verde e salada são as melhores alternativas, pois essas formas preservam todos os nutrientes da planta. As couves são muito nutritivas, ricas em vitamina C, A,K, cálcio e β-caroteno.

Na foto abaixo, a folha da couve amadureceu e perdeu o seu verde característico, restando somente o amarelado do betacaroteno.

Como essa couve foi cultivada somente com adubos orgânicos e nenhum agrotóxico, mesmo amarelada, continua crocante, tenra, saborosa e ainda bem nutritiva.

Betacaroteno

Propriedade Medicinais

Anti-reumática, aperiente, béquica, cicatrizante, condicionante, estimulante, expectorante, fortalecedora.

 

Plantio

O plantio da couve pode ser realizado através de sementes diretamente na horta ou em sementeiras e vasos. Caso queira plantar em sementeiras, deverá transplantar somente quando as mudas estiverem com cerca de 6 folhas ou mais. O  transplante deve ser feito preferencialmente em dias nublados e chuvosos ou no fim da tarde, irrigando logo em seguida.

Algumas espécies podem também ser propagados por rebentos retirados de plantas adultas, que enraizam facilmente em solo úmido. Estes rebentos devem ser retirados preferencialmente da base da planta, já com aproximadamente 20 cm de comprimento ou mais.

A estaquia também é uma outra forma de propagação. Para isso, corta-se a parte superior do caule da couve, retira-se as folhas maiores, deixando algumas pequenas e planta-se direto no solo bem úmido.

O espaçamento ideal pode variar com o cultivar e as condições de cultivo, mas geralmente um espaçamento de 50 cm a 1 m entre as linhas de cultivo e de 25 a 50 cm entre as plantas é o adequado.Normalmente, quanto maior o espaçamento, maiores serão as plantas e suas folhas.

Se for plantar em vasos, esses precisam ser profundos pois as couves crescem muito e suas raízes se desenvolvem bastante.

Na foto abaixo, observa-se parte da raíz aprumada de uma couve que viveu por aproximadamente 1 ano. Essa raíz possui cerca de 20 cm de profundidade.
Raíz couve

 

Colheita

A colheita das folhas da couve inicia-se normalmente de 10 a 16 semanas após o plantio. Para isso, basta destacar, com cuidado, as folhas do caule.

Evite colher as folhas nas horas mais quentes do dia e deixe pelo menos as 5 folhas mais jovens no caule.

Na foto abaixo, observa-se o caule após colheita de uma folha. Note a marca que registra a colheita.

Folha recém colhida Couve

 

Cada folha colhida ao longo de mais de dois anos de cultivo, deixaram marcas que contam essa história de cultivo e doação.

DSC03527

 

Cuidados

Invariavelmente os pulgões aparecem para enfraquecer as couves.

Esses insetos possuem um aparelho bucal do tipo sugador, com o qual perfuram os tecidos vegetais, alcançando seus vasos condutores e sugando sua seiva. Eles normalmente ficam nas folhas mais jovens, conforme fotos abaixo.


Para controlar a população de pulgões, existem diversas receitas de inseticidas naturais que podem ser utilizadas, porém nada melhor do que ter joaninhas na sua horta.

As joaninhas são predadoras vorazes de pulgões. Tanto na fase adulta (foto esquerda) quanto larva (foto direita), se alimentam de pulgões. Uma única joaninha pode comer mais de 50 pulgões por dia. 

 

As lagartas de borboletas também adoram as couves e quando aparecem, consomem as folhas rapidamente.

Há um tempo atrás também recebemos a ilustre visita dessa outra espécie de lagarta peludinha, incrivelmente bonita.

Se aparecem algumas poucas lagartas, a melhor coisa a se fazer é retira-las com cuidado e levá-las para uma praça para que possam continuar se desenvolvendo e crescendo.

Porém, caso tenha uma horta cheia de plantas diferentes, bem provável que os marimbondos sejam atraídos. Os marimbondos fazem um controle biológico bem interessante, pois comem diversas espécies de lagartas.

Marimbondo

 

Plantas companheiras

Coentro (atraem joaninhas), cebola, cebolinha, alecrim, tomilho, beterraba, camomila, endro, artemísia, sálvia, menta, losna, batata, salsão.

 

Olhar para os Detalhes

Caules de couves manteigas em 3 estágios diferentes. Da esquerda para a direita: couve com 4 meses de vida; couve com 1 ano de vida e couve com 2 anos de vida.

Detalhe moldura das folhas

 

Se permita plantar e cuidar de uma couve e verá quão incrível é poder colher aquela folha fresca, crocante, totalmente limpa (sem agrotóxicos) que irá te nutrir de forma integral. Se permita ser presenteado com toda a energia que esta planta pode te prover.

 

Resumo

Origem: Europa

Quando Plantar: março à setembro

Propagação: semente, rebentos, estaquia.

Luminosidade: alta luminosidade, com sol direto.

Característica de Crescimento: vertical

Características Nutricionais: C, A,K, cálcio e β-caroteno.

Principais Pragas: pulgões e lagartas de borboletas

Plantas Companheiras: Coentro (atraem joaninhas), cebola, cebolinha, alecrim, tomilho, beterraba, camomila, endro, artemísia, sálvia, menta, losna, batata, salsão.

Nível de dificuldade de cultivo: fácil

 

Fontes:

http://www.hortiescolha.com.br/hortipedia/produto/couve

https://pt.wikipedia.org/wiki/Couve

https://pt.wikipedia.org/wiki/Betacaroteno

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/couve/couve.php

http://www.plantamed.com.br/plantaservas/especies/Brassica_oleracea.htm