WWOOF

O WWOOF (World-Wide Opportunities on Organic Farms) é uma proposta bem interessante para quem está procurando viajar, conhecer novas pessoas e aprender, mas está cansado do modelo tradicional de consumo de viagens.

A ideia do WWOOF é de viagens de conexão! Conexão com a terra, com as pessoas, com você, com a simplicidade e humildade, com o desapego e com aprendizados totalmente novos.

O melhor de tudo é que não tem dinheiro envolvido! Simplesmente adoro modelos de troca que não envolvem dinheiro <3

O programa foi criado em 1971 por Sue Coppard, uma secretária que vivia e trabalhava em Londres e que sentia falta de experienciar uma vida diferente no campo, conhecendo mais sobre iniciativas de produção de alimentos orgânicos.

Sua ideia começou com um fim de semana trabalhando juntamente com quatro pessoas em uma fazenda biodinâmica na Emerson College, em Sussex, organizados através de um contato da Soil Association. O fim de semana foi um grande sucesso e as coisas ganharam força muito rapidamente. Em pouco tempo, mais agricultores orgânicos e pequenos proprietários estavam dispostos a acolher as pessoas interessados em trabalhar em suas fazendas em troca de comida e alojamento (WWOOF).

Desde então, a ideia foi crescendo, novas pessoas aderindo e hoje o WWOOF é uma organização mundial.

O programa funciona da seguinte forma:

No site do WWOOF tem uma lista de sítios e fazendas cadastrados e uma descrição referente ao local, hospedagem, alimentação e atividades que serão desenvolvidas pelos voluntários.

Para se filiar, você paga uma taxa de U$38/ano, entra em contato com a propriedade que mais gostou e marca o dia da sua ida.

Chegando no local, você troca o seu trabalho por estadia e comida (+ boas conversas, + expansão de conhecimento e o que puder SOMAR)

Existem diversas opções de sítios e fazendas, tanto no Brasil, quanto em diversos países do mundo.

Todas as atividades que pode desenvolver permeiam a dinâmica da vida no campo como cuidados e manutenção com horta, cuidado com animais, processamento de alimentos, etc.

A ideia é incrível, pois além de possibilitar acessar saberes preciosíssimos, que podem te ajudar na construção da sua bagagem para autonomia, ainda possibilita profundas trocas de experiências e aprendizados.

Abaixo, compartilho uma série de vídeos bacanas sobre viajar, viver, trabalhar e experenciar em fazendas orgânicas.

 

WWOOF Suécia

 

WWOOF Nepal

 

WWOOF Canada

 

WWOOF América Central 

 

WWOOF Alemanha

 

WWOOF Hawai

 

E se você chegou até aqui, é porque está mesmo interessado, então, abaixo compartilho alguns links e dicas bacanas:

Algumas coisas que precisam ficar claras antes de confirmar sua ida:

  • Quando pretende ir e quanto tempo quer ficar;
  • Que tipo de trabalho vai realizar;
  • Quantas horas por dia e quantos dias por semana vai trabalhar;
  • Que língua falam (na maioria dos lugares se fala inglês, mas é preciso escolher de acordo com seu interesse);
  • Qual o tipo de alimentação oferecida (caso você seja vegetariano ou tenha outra dieta especial);
  • Qual o tipo de acomodação oferecida.

Boa jornada e bons aprendizados!